LOADING

Já segue a gente?

Armazém da Granja, da terra (sem agrotóxicos) para sua saúde
junho 13, 2017|Granja Viana

Armazém da Granja, da terra (sem agrotóxicos) para sua saúde

Armazém da Granja, da terra (sem agrotóxicos) para sua saúde

Neste final de semana estava conversando com a Juliana sobre como é morar aqui, na Granja Viana. Comentei que sempre que saímos para dar uma andada na região descobrimos algo novo. Algo para chamar de nosso, sabe? Seja numa ruazinha escondida ou em uma viela. Sempre há um fascínio novo para descobrir.

Desta vez, circulando para lá da Avenida São Camilo, encontramos, na rua Edeia, número 31, o Armazém da Granja, um lugar encantador e totalmente novo para nós. Juliana se maravilhou de cara, claro!

Como estou entrando numa fase alimentar mais digna, essa loja veio a calhar. E nessa busca por uma alimentação saudável, uma coisa eu já sei é que na região são cada vez mais raros os produtos orgânicos, seja pela grande procura ou pela falta deles. Ainda mais produtos com certificado, o que é necessário para alguns deste itens. No Armazém, todos são certificados e a variedade é excelente.

Achando que terminava ali nossa visita, percebemos que a loja tinha um outro lado, e que neste lado havia um outro grande corredor, cheio de alimentos orgânicos, todos à sua disposição, acabados de chegar, fresquinhos, de seus produtores.

Você, que assim como nós, mora em apartamento e não pode plantar seu próprio alimento, já pensou em fazer uma feira onde tudo é fresco, sem produtos químicos, hormônios, antibióticos e todas aquelas drogas que inserimos erradamente em nosso organismo? Pois bem, agora você pode!

Descoberto este paraíso, só nos faltava então conhecer os responsáveis por tudo isso, Loraine Giusti e Sérgio Melo. E lá estávamos nós, tomando um café e conversando sobre tudo. Conversa vai, conversa vêm, e logo me veio na cabeça um outro diferencial que é morar na Granja – o fato de você se sentir parte. Parece que nós, moradores da região, pertencemos todos a uma grande família, e em cada conversa que temos com os moradores daqui, só o que sentimos é  um carinho enorme, como se fossemos da família e isso não tem preço.Armazém-da-Granja-23

Durante o papo, Sérgio e Loraine nos falaram sobre o desejo antigo de abrir a loja e da ligação deles com os alimentos orgânicos. Segundo Sérgio, quando as pessoas escutam falar sobre produtos orgânicos, logo pensam no valor, que costumam ser mais caros e por isso acabam consumindo os ‘normais’, encontrados em qualquer supermercado. Para ele, é esse o pensamento que precisa mudar, pois não se trata apenas de alimentos caros, mais sim de saúde. Sérgio nos alerta ao falar que inserimos em média 7 quilos de alimentos agrotóxicos por ano. Agrotóxicos estes, usados em nossas lavouras, que em praticamente todo o mundo são proibidos, menos aqui, na terra do pode tudo. Loraine vai além e só confirma o que minha vó já me dizia, “que nós temos o poder de transformar nossa cozinha em nossas próprias farmácias, só com os alimentos que usamos.“

Armazém-da-Granja-15

Loraine nos falou que pretende realizar em breve workshops no espaço, boa parte, voltados para a alimentação. Além desses encontros, Loraine, que é de família italiana, quer preparar também jantares especiais, com degustação de vinhos, queijos e outras delícias disponíveis no estabelecimento. Eu só pedi para que ela que não se esqueça do Casal Granjeiro quando esta hora chegar.

Armazém-da-Granja-17

Enquanto Loraine falava para a Juliana do molho que estava preparando, Sérgio me mostrou os vinhos, também orgânicos, maravilhosos que possuía na adega do Armazém. Eu, como um bom amante de vinho, mesmo sem entender muito, logo me interessei pelos vinhos Malbec, excelentes para este clima mais frio.

Quando percebemos, lá se passaram duas horas muito bem aproveitadas com toda a turma do Armazém da Granja. Juliana acabou se perdendo entre os corredores e encontrou algumas xícaras de café ‘fofas’e uma jarra de suco ‘muito linda e barata’, que logo Silvana, funcionária do Armazém, fez questão de minar qualquer dúvida que surgisse.

Por lá, nos sentimos tão em casa – o que não poderia ser diferente, já que o Armazém é uma casa – que nem queríamos mais ir embora, mas fomos com a promessa de voltar muitas outras vezes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sendo assim, fica aqui mais uma dica valiosa do Casal Granjeiro, que tanto ama o bairro em que moram:

Armazém da Granja

Rua Edeia, 31

Aberto de segunda a sábado das 09:00 às 19:00.

Nas quintas, feira noturna até às 22:00.

 

2 comments
Share

Júlio Frutuoso

Digo ser comunicador, afinal, o que é um jornalista senão isso? Também sou apaixonado por muitas outras coisas, como gastronomia, fotografia, e também pelo Palmeiras. Dedicado? Somente a Srta. Frutuoso.

2 comments

  • junho 14, 2017 at 11:44 am

    Que lugar encantador! Me apaixonei pelas loucinhas, tão lindas. E que alegria ter um espaço tão bacana pertinho de casa! <3

    • junho 16, 2017 at 4:59 pm

      Camila, sem dúvida é um lugar para ir e voltar muitas vezes. Vai se sentir querida lá.

  • Deixe uma resposta