LOADING

Já segue a gente?

Di Andrea Gourmet Pizza & Pasta
março 6, 2017|Outras RegiõesVargem Grande Paulista

Di Andrea Gourmet Pizza & Pasta

Di Andrea Gourmet Pizza & Pasta

Provamos o almoço executivo do restaurante Di Andrea Gourmet Pizza & Pasta, na Estrada do Caucaia do Alto, no km 39 da Raposo Tavares. E apesar de ser uma casa especialista em massas, não foi o que provamos.

Chegando lá, achamos estranho o estacionamento, pois parece haver somente 3 vagas, todas em frente ao estabelecimento. O mais curioso é que na Estrada do Caucaia não há onde parar o carro, então isso pode ser bem ruim em horários de pico.

Imagem do Site do Di Andrea

Imagem do Site do Di Andrea

Já do lado de dentro do restaurante, notamos que a estrutura é toda rústica, com tijolinhos, madeira e muitas flores decorando o espaço. Também reparamos na grande quantidade de troféus e capacetes de corrida, colecionados pelo proprietário. E, segundo o rapaz que nos atendeu, nem todos os troféus foram ganhos por ele, mas esse segredo nós prometemos guardar… #SQN.

De olho no menu executivo, eu carnívoro como sou, fui direto nas carnes. Não pensei duas vezes e optei pela Picanha com arroz e batatas gratinadas ($40). Já Juliana, fã número de pratos a parmegiana, escolheu um filé com fritas e arroz branco ($40 também). Neste meio tempo, degustamos do pão especial da casa, recheado com queijo e especiarias. Confesso que a aparência é mais bonita do que saborosa ao provar. Assim que terminamos, uma simples salada de alface e tomate nos foi servida. Nada muito elaborado.

Di_12

Pão artesanal da casa com especiarias e queijo: nada demais

A falta de elaboração nos pratos executivos parece ser um problema, pois quando nossos pratos chegaram, apesar de bem servido, não correspondeu com as expectativas. O arroz era muito básico, sem tempero algum. O que é pior do que um arroz sem tempero? Em alguns lugares, o arroz é tão gostoso que nem precisa de acompanhamentos. A carne, solicitada mal passada, chegou ao ponto. Do meu prato, somente as batatas assadas vieram no capricho. No prato da Juliana, as batatas fritas estavam crocantes, mas em um formato bem diferente, em um tamanho pequeno. O parmegiana estava de acordo, segundo ela. Bem servido também.

Di_6

Bem servido de batatas, mas não há tempero no arroz e a carne não chegou como pedida: mal passada

A impressão que tive é de que estes pratos executivos são preparados automaticamente, sem nenhuma surpresa ou um sabor mais elaborado.

Além disso, durante todo o tempo em que ficamos no local, mais ou menos 1 hora e meia, identificamos apenas dois atendentes: um que estava conduzindo a lareira onde os pães eram feitos e o próprio garçom que nos serviu, que mais tarde nos aprontaria uma surpresa. Claro que não entramos na cozinha, mas queremos acreditar que havia mais gente por lá. Neste período, somente 4 mesas foram ocupadas das quase 30 ou 40 disponíveis. Adoraria saber o motivo. Localização? Divulgação? Horário? Tanto faz agora.

Di_9

Batatas fritas sem um padrão de corte, deixando muito a desejar

Pedimos um café para fechar a conta e soubemos que a sobremesa estava incluída na refeição: pudim ou mousse de maracujá. Optamos pelo pudim e então, a surpresa. O tradicional doce havia sido feito pelo garçom, que exclusivamente atendia todas as mesas do restaurante. Curioso? Pois é, mas de tudo, foi o melhor que provamos. A foto comprova!

Di_5

Enfim, acreditamos que o Di Andrea Gourmet Pizza & Pasta poderia ousar mais, sair do básico e do atendimento que parece estar no automático. Sei que sair do básico não é tão fácil como parece, mas pelo menos o arroz precisa mudar! Pelo menos o arroz!

Agora, só nos resta voltar para experimentar o festival de massas e também as pizzas, chaves da casa. Afinal, essa é a especialidade, certo?

 

no comments
Share

Júlio Frutuoso

Digo ser comunicador, afinal, o que é um jornalista senão isso? Também sou apaixonado por muitas outras coisas, como gastronomia, fotografia, e também pelo Palmeiras. Dedicado? Somente a Sra. Juliana Frutuoso.